quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

FELIZ 2010!

A TODOS VOCÊS QUE DURANTE ESTE ANO ESTIVERAM ACOMPANHANDO A GENTE ATRAVÉS DESSE BLOG OU LENDO A COLUNA DIÁRIO DO AVOANTE, NO JORNAL TRIBUNA DO NORTE, ESPERAMOS QUE TENHAM UM FELIZ 2010 E QUE REALIZEM TODOS OS SONHOS DE UM MUNDO DE PAZ E MUITO AMOR.

PENSATIVO!

Hoje, último dia do ano, estou começando a entrar numa área de muito pouco vento. Desde que resolvi que não mais escreveria nesse blog, e resolvi divulgar, acho que ainda não tinha passado por um momento desse. O leme esta ficando bobo e quase que não consigo controlar a embarcação. Tenho recebido muitos pedidos e muitos incentivos para continuar a escrever e deixar que esse blog continue navegando. Como ainda é manhã e só faz 4 horas que cheguei em Maceió, acho que vou descansar um pouco, tomar umas geladas e com a cabeça mais leve, afinal estou de férias, tentar chegar a um acordo com os bravos navegantes desse blog. Ainda tenho 14 etílicas horas desse velho 2009 para decidir. Que venha 2010!

ESTAMOS DE FÉRIAS!

Estamos em Maceió onde viemos passar a virada do ano, não viemos de barco, embarcamos um tremendo Escania, último modelo, cheirando a novo e muito confortável, e chegamos a capital alagoana depois de 10 horas de uma viagem noturna, cruzando boa parte do interior do Nordeste. Estamos dando trabalho ao casal Ângela e Daniel, nossos amigos e pessoas raras de encontrar hoje em dia. Na verdade aqui em Maceió, como em quase todos os estados brasileiros, é difícil a gente não ter grandes e bons amigos. Aqui fica até complicado atender à todos, recebemos até a chave da casa de Eugênio e Marta, que estão em Natal com a família, mas Daniel e Ângela não liberam a gente. Muito obrigado Eugênio e Marta, mas a hospedagem vai ficar para outra oportunidade, sabemos quanto é grande o coração de vocês. Aguardem mais noticias até o final do dia. Feliz Ano Novo! Maceió continua muito bonita!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

ÚLTIMO CAFÉ DO ANO







O último café da segunda-feira do ano, também foi a despedida dos amigos do veleiro Plankton, Fábio, Cecília, Igor e o tripulante Bruno, que passaram um mês ancorados ao nosso clube e estão de partida para o Caribe. Ficaremos com saudades desses amigos que, apesar do pouco tempo, deixaram bons e fortes laços de amizade. O barco cinza chumbo vai fazer falta a bela paisagem do rio potengí. Ficaremos torcendo e confiantes que os mares e os ventos serão bondosos e generosas por onde o Plankton navegar. Fabio, Cecília, Igor e Bruno, o nosso clube sempre estará de portas abertas para vocês e por onde vocês andarem saibam que aqui vocês encontrarão um porto seguro.

ESCOLINHA DE VELA







O ano de 2009 foi repleto de vitórias para os amantes da vela em Natal. Mas a nossa maior vitória foi a conclusão da turma da escolinha de vela, com o batismo na enseada da Praia do Forte. A meninada adorou o curso e o diretor de vela Ricardo Barbosa, juntamente com o velejador Eilson Júnior, festejaram de montão o sucesso dos novos velejadores. Esperamos que essa criançada realmente se integre ao clube e que possamos esta vendo futuros campeões.

FELIZ 2010!

O artigo da semana passada NAVEGUE COM SEGURANÇA, teve grande repercussão. Já na manhã da segunda-feira recebi um telefonema do Capitão dos Portos do Rio Grande do Norte, comandante Francisco Vasconcelos, parabenizando pelo artigo. Na terça-feira outra ligação me deixou ainda mais feliz, essa foi do Capitão de Mar e Guerra – REF, comandante Edgar Nilton Rezende Barbosa, responsável pelo informativo do DPC, Diretoria de Portos e Costas da Marinha do Brasil, também parabenizando pelo artigo e pedindo permissão para editá-lo no próximo número do informativo que tem tiragem nacional.
Tudo isso faz bem a nossa alma de velejador cruzeirista, em saber que estamos em sintonia com a MARINHA DO BRASIL e com nossos leitores, colaborando e divulgando a arte da boa navegação.
São coisas assim que nos fazem comemorar mais um ano de vida a bordo do nosso velho e bom Avoante. Mais um ano em que a vida foi sendo levada ao sabor dos ventos e das marés, aprendendo e procurando passar nossos poucos conhecimentos por todos os lugares por onde aportamos. Cinco anos em que acreditamos em um sonho e fomos buscá-lo, independente das intempéries encontradas no rumo de nossa proa.
Se você me pergunta se é fácil viver assim, eu acho que não sei responder. A vida no mar, principalmente a bordo de um pequeno veleiro, é uma vida cheia de algumas magias e muito desprendimento. Lucia costuma dizer que não é para qualquer um e eu acho que ela tem mais do que razão, mas ao mesmo tempo também me permito pensar que todos deveriam passar pela experiência de uma vida no mar. De uma coisa eu tenho certeza: a nossa vida mudou totalmente e mudou muito, mas mudou para melhor.
Em 2010 vamos comemorar cinco anos dessa vidinha balançante e cheia de charme. Cinco anos de reencontro com um mundo descomplicado, onde o bom é uma constante e o mal apenas uma minúscula partícula muito fácil de domar. Cinco anos de novos e sinceros amigos. Cinco anos de vida nômade em que a terra foi o quintal e o mar a estrada livre, leve, solta, soberana e senhor de toda razão. Cinco anos de muito amor pela vida e envolto em muito amor. Cinco anos de novos rumos e de muita esperança num mundo melhor. Cinco anos de vida, de muita vida!
Um amigo e velejador, desses que já tem muitas milhas navegadas em volta do mundo, um dia me falou que velejar é encontrar o Nirvana. Fiquei com isso remoendo na mente até que fui pesquisar o verdadeiro sentido da palavra. Não acho que encontrei o meu Nirvana, mas encontrei algum sentido no que li. Segundo a Wikipédia, alcançar o Nirvana é como dissolver o ego, deixar de existir como uma entidade separada do resto do mundo e com isso quebrar a roda do carma, interrompendo o proceso de contínuos renascimentos.
Ele não é budista, mas encontrou nos fundamentos básicos do budismo sua ideia sobre suas velejadas pelo mundo. No meio de velejadores cruzeiristas encontramos de tudo um pouco, mas nunca ninguem senhor da razão.
É isso que nos faz continuar nessa vida de cruzeirista, saber que o mundo é feito de pessoas livres que tem no mar a tabua de salvação para um vida descomplicada. Saber que podemos mudar de quintal e que temos todos os oceanos do mundo para fincar nossa casa. Saber que os amigos do mar são eternos e sempre prontos a ajudar de olhos fechados. Saber que nossa casa balança sim, mas ter a certeza que a terra é mais explosiva e muito mais incerta. Saber que não temos hora nem data para iniciar uma viagem, a natureza é a senhora do universo, somente ela determina. Saber o quanto somos pequeninos nesse imenso mar que é o mundo.
Chegamos ao final desse 2009 com o coração aberto e cheio de esperanças para 2010. Tivemos mais um ano de vitórias, porque nossa vida a bordo é assim, cheio de alegrias e vitórias. Nunca desanimamos, principalmente minha comandante Lucia que é a bussola que direciona todos os nossos rumos. Vitória pela conquista de ter voce como leitor desse nosso portinho seguro e que nos leva a fazer sempre o bem. Vitória por manter acesa a chama em busca dos prazeres que o mar sempre nos proporciona. Vitória pela alegria de também ter colaborado com todos os amigos do Iate Clube do Natal, pelo restabelecimento desse esporte fantastico que é a vela.
Vitória por poder agradecer mais um vez a TRIBUNA DO NORTE o espaço cedido ao nosso Diário do Avoante.
A todos um muito obrigado e Feliz 2010!

Nelson Mattos Filho
Velejador

sábado, 26 de dezembro de 2009

SABOR DE VERÃO


Para deixar você com água na boca vai ai a foto dessa delicia gastronômica da Ilha de Campinha na Baía de Camamú/BA, que faz parte do cardápio de bordo do Avoante. Moqueca de Fruta-Pão, receita de Dona Onília e mais um sabor dos deuses desse imenso Brasil marinheiro.

PEIXÃO




A turma de pesca oceânica em Natal é animada e bastante atuante. A empresa Miss Mares do comandante Critiano Gentile, que vem a ser o Diretor de Pesca do clube, possui 3 lanchas super equipadas que nunca voltam do mar com menos de 200 quilos de peixe, e olhe que isso não é papo de pescador. Um dia desses eles pegaram um Marlim de fazer muita gente boa ficar de água na boca. O bicho pesou mais de 300 quilos e mais de 3 metros de altura. Como a gente tem que matar a cobra, que dizer o peixe, e mostrar o pau, as fotos acima são mais do que a prova do feito. O Mar de Natal é um prato cheio para a turma pesqueira.